Loja de atendimento ao cliente para compra de camisetas, cervejas e encher o growler

Tour Cervejeiro Curitiba e Região – Way Beer

Posted on Posted in KAR’s Beer Na Estrada

Chegamos em Curitiba no começo da tarde da terça-feira. Exatamente um dos dias em que a Way Beer (Facebook / Instagram) recebe visitantes. Como não sabíamos qual horário chegaríamos achamos melhor não agendar visita e deixar o pessoal esperando com a possibilidade de não chegarmos a tempo. Porém, pelo horário de chegada resolvemos tentar a sorte e ligar.

Para nosso azar, o telefone estava com um chiado horrível…

O primeiro pensamento foi: “Vixi! E ai?!”

Eis que a sorte voltou a sorrir para nós! Entramos em contato via facebook, explicamos que não conseguimos contato por telefone e veio a resposta esperada: “Podem ir na fábrica que irão receber vocês!”

Animados, corremos para a fábrica, onde fomos recebidos gentilmente pela sommelier da cervejaria, que parou suas atividades para nos receber. Ainda pediu desculpas pelo telefone “realmente o telefone tá terrível, mas já estamos providenciando manutenção”.

Nos apresentou toda a cervejaria com uma condição: “Por favor só prestem atenção no caminho com carrinhos, pallets e tudo o mais pois os rapazes estão em produção”. Claro que obedecemos prontamente… kkkk

A Way fica na verdade no município de Pinhais, cidade vizinha a Curitiba, onde começaram as atividades em 2010. Iniciamos a visita nos apresentando as instalações do galpão em que funciona a cervejaria. Em seguida, os ingredientes base para fabricação da cerveja e caminhar pela linha de produção conhecendo todas as fases de produção.

Nessa parte, uma cena curiosa: um rapaz de meia idade com camisa da cervejaria ajudando os rapazes da produção a engatar a mangueira nos equipamentos, explicando como deve ser feito e tudo o mais. Então a sommelier pediu um minuto e o chamou, apresentando como uma das cabeças da Way, Alessandro. Então rolou um papo superdescontraído de como a cervejaria começou, deu seus passos, principais desafios e troca de ideias em geral sobre o mercado cervejeiro, gosto da galera e tudo o mais.

Em seguida, fomos para o setor de atendimento, onde a cervejaria também faz periodicamente alguns eventos. Nesse setor há algumas camisetas à venda, vende e enchimento de growlers, garrafas de cerveja, entre outros. Claro que aproveitamos para tomar algumas cervejas direto da torneira e outras para trazer. As escolhidas para o momento foram a Summer Ale 17/18 (Summer Ale), Sapa III (New England APA), Bells Beach (Double ou Imperial American IPA) e Milky Shadow Stout (Milky Stout – Logo mais um review dela). Para levar foram American Pale Ale, Witbier, Double APA, Cream Porter, Avelã Porter e Saison Mandaçaia.

No momento da degustação foi momento de um bom bate papo cheio de dicas da sommelier do que fazer pela região reforçando algumas escolhas nossas e dando dica de outras. “Sábado tem Festa no Canil, uma festa da Bastards Brewery, vai porque é boa. Aproveitem e vão hoje no pub deles, o We Are Bastards”. Como somos obedientes claro que fomos em ambos e nos próximos posts falaremos a respeito.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A visita foi uma experiência agradável, onde fomos muito bem recebidos, com direito a dicas. Também reforçou algo que dizemos na veterinária: “O boi só engorda em baixo do olho do dono”. Ver um dos proprietários ali envolvido no chão de fábrica me surpreendeu positivamente e reforçou a imagem positiva que já tinha da cervejaria.

Para quem tem interesse a visita tem que ser agendada (não deem de loucos, como fizemos!), tem custo de R$ 20, com direito a um copo de lembrança e degustação de três cervejas.

Vamos lá que a viagem continua!

Saúde! Cheers! Prost! Santé! Auguri!

The following two tabs change content below.
Médico veterinário, professor universitário e consultor técnico no setor de alimentos, roqueiro e apaixonado por cerveja. Em constante busca de novas experiências, boas risadas e cervejas. Gosta de ler, fissurado em Bernard Cornwell, carros, esportes, cinema e amigos. Curte um som de Pink Floyd, Metallica, Green Day a Offspring, Sempre buscando respostas para os grandes mistérios do universo, como "Por que o Pato Donald sai de toalha do banho, mas não usa calças?"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *